Futuro das Cidades - Instituto Vedacit

Cresce o número de empreendedores dedicados a projetos de impacto social

Artigo publicao no Blog de Fausto Macedo de autoria de Emília Rabello, fundadora do Outdoor Social, revela que o número de empreendedores que desenvolvem negócios de impacto social tem crescido no Brasil. O texto apresenta um levantamento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), mostra que existem mais de 800 empresas atuando neste modelo de negócios em todo o país.

Os negócios de impacto social têm movimentado cerca de US$ 60 bilhões e registrado aumento aproximado de 7% ao ano, segundo a Aspen Network of Development Entrepreneurs (ANDE), uma rede de empreendedores de países em desenvolvimento.

Emília ainda apresenta uutra pesquisa, esta realizada pela Aspen, com a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP), revela que foram alocados US$ 1,3 bilhão em investimentos de impacto na América Latina em 2014 e 2015. O Brasil é considerado o segundo maior mercado da região.

Par a Emíla O conceito de negócios de impacto social ainda é novo no Brasil e muitas pessoas confundem a atuação dessas empresas com filantropia. O objetivo é ampliar as perspectivas das pessoas de baixa renda, que muitas vezes são marginalizadas pela sociedade, gerar renda e autonomia financeira. As empresas neste universo oferecem soluções escaláveis para problemas sociais da população das classes C, D e E que necessitam de serviços básicos como educação, saúde, habitação e emprego.

Leia mais

https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/a-importancia-dos-negocios-de-impacto-social/