Futuro das Cidades - Instituto Vedacit

Déficit habitacional no país chegou a 7,77 milhões

Em 2017, o déficit habitacional no país atingiu o maior nível dos últimos dez anos, segundo pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) e da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias. O número de unidades necessárias para suprir a demanda habitacional no país chegou a 7,77 milhões. Em 2007, era de 7,26 milhões. Esses número foram publicado pela Folha de S.Paulo na matéria Déficit habitacional e população de rua crescentes desafiam gestão Bolsonaro.

Ainda segundo a Folha O componente que mais pesou no aumento do déficit foi o ônus excessivo do aluguel —quando uma família ganha até três salários mínimos e gasta mais do que 30% da renda com moradia. Nesses casos, a alta despesa com o aluguel compromete necessidades básicas da família, como alimentação e educação. “É um desafio habitacional enorme”, diz a economista e coordenadora de projetos da FGV, Ana Maria Castelo.

Leia mais:

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/11/deficit-habitacional-e-populacao-de-rua-crescentes-desafiam-nova-gestao.shtml