Futuro das Cidades - Instituto Vedacit

2º Ecriativa vai reunir a rede brasileira de Cidades Criativas da Unesco em Florianópolis

Esta semana, Florianópolis vai sediar a segunda edição do Ecriativa. O evento reunirá, de quarta a sexta-feiras as oito cidades que fazem parte da rede brasileira de Cidades Criativas da Unesco: Florianópolis, Belém e Paraty (cidades criativas no segmento gastronômico); Brasília e Curitiba (design); João Pessoa (artesanato); Salvador (música); e Santos (Cinema).

Também participam três municípios que estão em processo de candidatura: Belo Horizonte, São Paulo e Fortaleza; além de representantes da Unesco Brasil, e do Ministério da Cultura e do Turismo.

Durante o encontro, os participantes vão conhecer os projetos futuros das cidades que integram a rede, farão visitas técnicas à Fazenda de Ostras, ao Living Lab, de apresentação dos avanços no setor de gastronomia no IFSC Coqueiros, walking tour pelo Centro Histórico da Capital e de painel e apresentação das oito cidades.

A rede mundial de Cidades Criativas Unesco foi criada em 2004, com o objetivo de promover a cooperação internacional entre as cidades que têm a criatividade como estratégia para alcance dos objetivos sustentáveis da ONU.

“Florianópolis foi a primeira cidade brasileira a conquistar o título de cidade criativa Unesco e isso nos coloca em posição de liderança”, diz o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

De acordo com a Unesco, as cidades da rede trabalham em busca de dois objetivos comuns: colocar as indústrias criativas e culturais no centro dos planos de desenvolvimento locais e cooperar ativamente por meio de parcerias entre cidades em nível internacional.

São sete categorias: artesanato e artes folclóricas, design, cinema, gastronomia, literatura, artes midiáticas e música. Os municípios só podem se candidatar a uma única categoria da Rede de Cidades criativas. Atualmente a rede conta com 180 cidades em 72 países.