Futuro das Cidades - Instituto Vedacit

As grandes ações do Programa Cidades Sustentáveis em 2019

Lançamento da Plataforma do Conhecimento Cidades Sustentáveis, segunda edição da Conferência Internacional Cidades Sustentáveis e terceira edição do Prêmio Cidades Sustentáveis marcam o ano de 2019 do Programa Cidades Sustentáveis (PCS).

Em setembro, será realizada a Conferência em parceria com o Banco Mundial. O evento visa à promoção de práticas urbanas sustentáveis, a valorização dos gestores públicos, a ampliação da troca de experiências e a difusão de boas práticas de municípios.

Durante o encontro, será realizada a entrega do Prêmio Cidades Sustentáveis e o lançamento da Plataforma do Conhecimento Cidades Sustentáveis. Também serão apresentadas experiências nacionais e internacionais exitosas divididas em três eixos: Aprofundamento da Democracia, Redução das Desigualdades e Mudanças Climáticas.

Criado em 2012, o Programa Cidades Sustentáveis reúne uma série de ferramentas que visam contribuir para que governos e sociedade civil promovam o desenvolvimento sustentável nos municípios brasileiros.

O programa conta com uma plataforma que funciona como uma agenda para a sustentabilidade, incorporando de maneira integrada as dimensões social, ambiental, econômica, política e cultural, além de abordar as diferentes áreas da gestão pública em 12 eixos temáticos – alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

No âmbito do GEF – 6 (Global Environment Facility, o Fundo Global para o Meio Ambiente), o PCS foi convidado para ser o responsável pela construção da Plataforma do Conhecimento Cidades Sustentáveis, que consiste na ampliação do atual sistema do PCS, com novas ferramentas e funcionalidades, e sua integração com o Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis, a ser desenvolvido pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE).

A Plataforma do Conhecimento vai oferecer novas ferramentas para os municípios, softwares e documentos de orientação técnica, sistemas de geoprocessamento de dados, programas de capacitação, banco de boas práticas, módulos de ensino a distância, e colaborações do meio acadêmico e privado.

A proposta é criar uma metodologia de planejamento urbano integrado por meio de tecnologias escaláveis e replicáveis para qualquer cidade. E, dessa forma, ter cada vez mais cidades engajadas com a agenda de desenvolvimento sustentável, mais pessoas participando das decisões de gestão pública e mais inteligência no uso de dados para orientar as políticas nacionais.

O Fundo Global para o Meio Ambiente (Global Environment Facility – GEF) é um mecanismo idealizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelo Banco Mundial, durante a ECO-92, para apoiar projetos conjuntos de governos e organizações ao redor do mundo.

No Brasil, o projeto “A promoção de cidades sustentáveis – planejamento urbano integrado e o investimento em tecnologias inovadoras” é uma iniciativa multilateral que envolve a ONU Meio Ambiente, o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a prefeitura de Recife, o governo do Distrito Federal, o Programa Cidades Sustentáveis, o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e a Agência Recife para Inovação e Estratégia (Aries).

O desenvolvimento da Plataforma do Conhecimento Cidades Sustentáveis é um dos componentes do projeto e visa auxiliar as prefeituras na gestão e planejamento territorial de cidades brasileiras.