Futuro das Cidades - Instituto Vedacit

USP investirá R$ 1,5 milhão em 43 projetos na área de inteligência artificial

A Pró-Reitoria de Pesquisa anunciou, no dia 29 de março, a relação dos contemplados no edital de apoio a projetos que fazem uso de sistemas digitais inteligentes. Foram selecionados 43 projetos, nos quais serão investidos, ao todo, recursos da ordem de R$ 1,5 milhão.

Foram contempladas pesquisas que fazem uso de sistemas digitais inteligentes (com recursos de inteligência artificial ou aprendizado de máquina) em áreas como políticas de saúde, medicina de precisão, cidades inteligentes, sistemas econômico-financeiros, ética e sociedade, mobilidade, modelagem molecular, planejamento de fármacos, energias renováveis, avaliação de dados gerais (incluindo dados científicos), entre outras.

Entende-se por sistema digital inteligente qualquer sistema que utilize dados e algoritmos de aprendizado de máquina para tomar decisões.

“O mundo inteiro está concentrando esforços na área de Inteligência Artificial. Em consequência dessa percepção, a USP definiu essa área como uma prioridade e está traçando ações articuladas para que as pesquisas sobre Inteligência Artificial sejam intensificadas. Para nossa surpresa, o número de projetos inscritos no edital foi muito superior ao esperado, o que demonstra o grande potencial da Universidade”, explicou o pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Roberto Accioly Canuto.

A Pró-Reitoria recebeu 109 inscrições para esse edital. Os projetos foram avaliados por 47 pareceristas ad hoc, todos pesquisadores na área de sistemas inteligentes de outras instituições de ensino e pesquisa. Após essa etapa, uma comissão avaliadora, composta por cinco especialistas, reuniu-se para indicar os projetos mais bem avaliados.

Para o reitor Vahan Agopyan, “uma das grandes vantagens da USP é a sua diversidade e a Pró-Reitoria de Pesquisa está concentrando esforços para ampliar a interação e a sinergia entre os diversos grupos de pesquisa, mantendo sua individualidade”. O dirigente também anunciou que, por causa da qualidade dos projetos apresentados, o valor dos investimentos foi ampliado de R$ 1 milhão para R$ 1,5 milhão.

As propostas foram analisadas em duas modalidades. Na modalidade Universal, 65 projetos foram inscritos e, desses, 31 foram contemplados. Nessa modalidade, todos os professores da USP estavam aptos a apresentar projetos, individuais ou em grupos e com o envolvimento de pesquisadores colaboradores, estudantes, pós-doutorandos e servidores não docentes.

O produto final de cada proposta deve ser um sistema digital inteligente relacionado ou direcionado a qualquer área de interesse da USP ou da sociedade.

O valor máximo de cada proposta, incluindo bolsas para alunos de graduação, é R$ 20 mil.

Na modalidade Articulação de Grandes Projetos, o apoio é destinado a grupos de docentes para o desenvolvimento de propostas de sistemas digitais inteligentes de grande porte. A equipe proponente deve ser coordenada por um docente da USP, podendo incluir participantes de outras instituições do Brasil e do exterior.

O produto final de cada proposta deve ser um projeto de pesquisa e desenvolvimento, a ser submetido para agência de financiamento, órgão governamental ou iniciativa privada. O valor máximo de cada proposta, incluindo bolsas, é R$ 80 mil.

Nessa categoria, houve 44 inscrições e 12 projetos foram contemplados.

A lista dos projetos contemplados está disponível na página da Pró-Reitoria de Pesquisa.